Blog feito com amor!

8 de fev de 2010

Histórias vivênciadas por ALBINOS(AS)

Essa história é um ponta pé inicial para que muitas outras se junte a ela, e assim formemos vários elos para essa grande corrente chamada: ALBINISMO!
Caso você queira compartilhar também a sua, mande-a para: albinosdonossonordeste@hotmail.com

MODESTA? NEM UM POUCO!

Quem sou eu:
Uma filha muito amada por DEUS!
Templo do ESPÍRITO SANTO!
Eclética, versátil!
Sou de fazer, não sou de falar!
Não dá para descrever tamanha
personalidade em poucas palavras...
"Quem se descreve, limita-se!"
EU sou EU, e basta!!!
SOLANGE, simplesmente, SOLANGE!
"Cada um tem de mim
exatamente o que cativou, e cada um é responsável pelo que cativou!"
Significado do meu nome: Latim: RELIGIOSA!
Francês: MAJESTOSA!
Espanhol: SOLENE!

Geralmente é isso o que respondo quando me perguntam sobre minha pessoa!
Mas para vocês, serei mais
detalhista!
Nasci em Campina Grande, Paraíba onde resido até hoje.
Quando criança, me achava estranha e diferente das demais com quem convivia. Quando comecei a frequentar o colégio as mães das outras crianças perguntavam para minha mãe se eu era
adotiva, ela respondia com muita convicção NÃO!
Muitas vezes, aquele
interrogatório me deixava questionativa, mesmo com toda certeza com que minha mãe respondia. Quando estava com quatro anos de idade, chamei minha mãe para uma conversa de MULHER para MULHER, e pedi que ela me falasse a verdade: se eu era ou não adotiva, e que eu a amava muito e não queria nem saber quem era minha mãe verdadeira. Ela chorou e ficou triste, pois eu não acreditava nela... NUNCA ESQUECEREI ESSA CENA!
Desde esse dia, jamais fiz essa pergunta novamente, mas a dúvida permanecia, pois depois de mim nasceu uma irmã não albina (FALECEU) e depois mais outra não albina, também um anjo de DEUS em nossas vidas,
SONALY. Como sou uma pessoa religiosa, pedi a DEUS que me tirasse essa dúvida, me mandando de alguma forma uma certeza de que não era adotiva, pois não queria tocar mais nesse assunto em nossa casa. No ano de 1990, ELE me mandou a resposta concreta: o nascimento de minha irmã SORAYA. Nasceu de parto cesariano e passou três LONGOS dias para chegar em casa. Ai sim, a certeza veio... Agradeci a DEUS por ter me atendido!

A primeira vez que ouvi falar em albinismo, foi na minha primeira consulta ao
oftalmologista, com quatro anos de idade. Ele disse que nasci albina por "culpa" dos meus pais, que são primos em primeiro grau, AINDA NADA COMPROVADO CIENTIFICAMENTE!

Atualmente, sou uma mulher bem resolvida emocionalmente. Gosto de ser albina e de chamar atenção. Acho estranho quando chego em um lugar público e os olhares não se voltam para mim... Me acho "normalzinha", é um saco!
AMO MEUS CABELOS LOIROS, nem penso em mudá-los.

Ah, para
Soraya tudo foi diferente, pois me tinha como referência, e como sou bem psicologicamente e me aceito como sou sem problemas, ela também é assim!
Mas se sou assim, é porque tenho uma "psicóloga" nata MINHA MÃE, e toda minha família que amo muito, ela é o meu porto seguro!

Obrigada! Tentei resumir um pouco de minha história.
Lembrem-se: É um ato de coragem ser você, mesmo quando todos discordam ou pensam diferente. Cecília Meireles!
Fiquem com DEUS!

REFLEXÃO:

ENVELHEÇO

ENVELHEÇO
quando me fecho para as novas idéias e me torno radical...
ENVELHEÇO
quando o novo me assusta e minha mente insiste em não aceitar...
ENVELHEÇO
quando me torno impaciente, intransigente e não consigo dialogar...
ENVELHEÇO
quando meu pensamento abandona sua casa e retorna sem nada acrescentar...
ENVELHEÇO
quando muito me preocupo e depois me culpo por não ter tido motivos para me preocupar...
ENVELHEÇO
quando penso demasiadamente em mim mesmo e conseqüentemente, dos outros, completamente me esqueço...
ENVELHEÇO
quando penso em ousar e já antevejo o preço que terei que pagar pelo ato, mesmo que os fatos insistam em me contrariar!
ENVELHEÇO
quando tenho a chance de amar e daí o coração se põe a pensar:
"Será que vale a pena correr o risco de me dar? Será que vai compensar?"
ENVELHEÇO
quando permito que o cansaço e o desalento tomem conta de minha alma e ponho a me lamentar...
ENVELHEÇO,
enfim, quando paro de lutar..

video

TAMANHA SEMELHANÇA COMIGO!
video