Blog feito com amor!

30 de jun de 2015

"Sou um tom diferente do comum" Thando Hopa.

Thando Hopa


— Gert veio até mim. Perguntou se eu gostaria de fazer um ensaio e disse que iria considerar. Depois, falei com a minha irmã e ela disse: 'Não olhe para a carreira de modelo como ser uma modelo. Olhe para isso como uma oportunidade para você realmente mudar a percepção do mundo sobre o albinismo. Lembre-se de como você cresceu. Lembre-se de como as pessoas te tratavam'
Thando Hopa passou sua vida cercada de muito preconceito. Sul-africana e albina, a advogada, de apenas 25 anos, sofreu vários ataques por ser diferente da maioria. Em conversa com o jornal britânico Daily Mail, ela revelou que já havia passado por saias justas e abordada por diversas pessoas na rua afirmando que ela era uma aberraçãoEla nunca quis ser modelo. No início de sua carreira como advogada, ela tinha recebido convites para fazer campanhas e posar para lentes de fotógrafos, mas achava a profissão muito rasaEm 2012,  recebeu um convite do estilista sul-africano Gert-Johan Coetzee e, ao revelar a proposta para sua irmã, resolveu aceitá-la— Gert veio até mim. Perguntou se eu gostaria de fazer um ensaio e disse que iria considerar. Depois, falei com a minha irmã e ela disse: "Não olhe para a carreira de modelo como ser uma modelo. Olhe para isso como uma oportunidade para você realmente mudar a percepção do mundo sobre o albinismo. Lembre-se de como você cresceu. Lembre-se de como as pessoas te tratavam"Segundo ela, o apoio que sua família deu durante  toda sua vida foi fundamental. Hoje em dia, Thando já fez diversos ensaios fotográficos, foi capa de revistas e é garota-propaganda de produtos para a pele da marca francesa Vichy;Ainda em conversa com o jornal britânico, Thando contou como foi a sua primeira experiência das passarel— O vestido era maravilhoso, preto e verde. Eu nunca tinha me sentido tão valiosa na minha vida. Mas estava com tanto medo, porque era a primeira vez que eu andava de salto alto. Estava até rezando um pouquinho enquanto andava: "Deus não me deixe cair na passarela!". Eu estava completamente apavorada;Graças a carreira como modelo, ela revelou que agora consegue sair de casa sem maquiagem, coisa que nunca passou por sua cabeça. Além disso, a sul-africana está muito satisfeita com a repercussão de seu trabalho. Ela revelou que recebe diversas mensagens dizendo que sua coragem teve uma influência muito positiva na vida de várias crianças.

Fonte: http://entretenimento.r7.com/mulher/fotos/sul-africana-albina-vira-modelo-para-combater-preconceito-sou-um-tom-diferente-do-comum-30062015#!/foto/1